Receita Federal sinaliza manter o valor da cota em US$ 300

cota-de-isencao-300

Depois de uma série de protestos de comerciantes paraguaios e até reuniões de representantes do comércio de Ciudad del Este em Brasília, houve a edição de uma notícia antiga no site da Receita Federal, que indica a manutenção do valor da cota de isenção de impostos em compras no exterior através da fronteira, em US$ 300.

Existe um projeto de redução da cota para US$ 150 em 1 de julho de 2015, com a instalação de lojas francas (duty free shops) no lado brasileiro, adicionando-se uma cota adicional de US$ 300. Pelo que se sabe, não houve avanços e ainda existe muitas dúvidas e burocracia para aberturas destes novos comércios.

Ainda não está totalmente claro o que vai acontecer, mas ao que parece a cota atual irá permanecer. Ainda não se sabe se válida também para as compras nos free shops do Uruguai, já que não houve nenhum tipo de negociações ou reunião entre representantes destes dois países.

Pela lógica, nada muda, já que seria uma injusto criar uma cota especial somente para um país.

Além da possível redução da cota, comércio ja sofre com a alta do dólar

Agora é esperar para ver, nos resta ficar na torcida, uma vez que a redução iria diminuir ainda mais a procura por compras e até turismo em cidades da fronteira (setor de hotelaria de cidades brasileiras também sofreria), além de crescimento de contrabando e entrada de mercadorias de forma ilegal no Brasil.

Confira as notícias publicadas nos sites:

– G1: Comerciantes paraguaios protestam por aumento da cota de importação
– Terra: Receita aumenta cota de importação na fronteira com Paraguai

A seguir a notícia de 2005 editada no último dia 3/3/2015:

Receita aumenta cota para turista