Duty Free de Aeroportos X Free Shop do Uruguai

A ideia de isenção ou redução de impostos é a mesma, mas são muitas as diferenças entre uma loja duty free de um aeroporto, para os free shops da fronteira do Uruguai. A começar pelo preço, que no caso das lojas francas dos terminais aéreos é muito superior, por não existir concorrência.

Sei que muitas pessoas sequer conhecem as lojas da cidade de Rivera, no Uruguai, e outras como Chuy, Rio Branco e as demais, por isso volta e meia abordo e procuro explicar como funciona. São cidades uruguaias que tiverem um novo mercado implantado com lojas francas ou do tipo duty free a céu aberto, e que aos poucos foram modificando a cultura da fronteira, tudo com olhos no turismo e em pessoas para conhecer o pequeno país vizinho.

Duty Free Shop no aeroporto

Uma duty free do terminal internacional de um aeroporto é construída estrategicamente como passagem única, ou principal até a área de alfândega. Você praticamente é jogado ali para dentro.

Embora existam cotas de isenção de impostos muito superiores para viagens aéreas, os preços são mais caros. Não existe concorrência e as pessoas acabam comprando no impulso, pagando muito mais do que no país que está retornando. Outro ponto negativo, é que ali não é possível encontrar últimos lançamentos de produtos, principalmente de eletrônicos e informática.

São poucos os itens que valem a pena, basicamente são as bebidas e perfumes, em alguns casos.

Normalmente é uma grande empresa que administra a loja de muitos aeroportos, no caso do Brasil é Dufry.

Free Shops do Uruguai

Os free shops de Rivera e outras cidades uruguaias, já começam por ter o nome um pouco diferente, não por definição, mas por costume. Ao invés de duty free, são chamadas de duty free shop, e por fim apelidadas de free shop somente.

Estas lojas surgiram por uma lei uruguaia como forma de promover turismo no país. Aos poucos se criou uma cultura totalmente voltada e hoje as instalações são modernas, dignas de grandes lojas internacionais. Hoje existem até grandes shopping centers com cinemas e rede de lanchonetes americanas, em meio a cidades que antes eram só interior com poucos habitantes.

Se formaram grandes redes de lojas e até uma gigante dos duty free de aeroportos, o Duty Free Americas, se instalou em algumas cidades.

Os preços são muito competitivos, independente de cotação de moedas. Os estabelecimentos trabalham para atrair viajantes e cada vez pessoas de mais longe se deslocam para fazer compras na fronteira.

Os free shops vendem somente produtos originais e com qualidade, mas é preciso verificar antes se a loja trata-se de um free shop de fato. Por estar em uma cidade, não é impossível encontrar algum estabelecimento fraudulento, mas é exceção.

O ponto negativo é a cota de isenção ser inferior ao aeroporto e a distância a se percorrer, mas o passeio acaba também valendo a pena. A dica é ir de ônibus confortavelmente ou buscar uma excursão ou ônibus fretado.

São roupas, sapatos, cosméticos, maquiagens, perfumes, eletrônicos, computadores, celulares e tudo que você possa imaginar, por preços muito menores do que no Brasil. Com certeza os campeões de economia são as bebidas importadas, os perfumes, chocolates e outros comestíveis.

Quer saber mais sobre os free shops do Uruguai, acesse: comprasnafronteira.com/uruguai/lojas-free-shops.

Seja o primeiro a comentar em "Duty Free de Aeroportos X Free Shop do Uruguai"

Comente isso

Seu e-mail não será publicado.


*