Dirigindo nos EUA (Miami) com habilitação brasileira

Dirigindo nos EUA com habilitação brasileira

Essa é uma dúvida que eu mesmo tive, até falar com um amigo que mora nos EUA e depois ir na autolocadora, para alugar um carro. Nós brasileiros podemos alugar carros e dirigir nos Estados Unidos com a carteira de habilitação brasileira sem problemas, não é necessário a carteira de motorista internacional. Basta a carteira de motorista e passaporte.

Além de tirar esta dúvida, queria também contar como foi minha experiência de dirigir em Miami, após alugar um carro lá, na minha viagem de dezembro de 2014.

Eu sou apaixonado pela direção, sou bastante tranquilo no trânsito e gosto de seguir ao máximo as leis e regras impostas pela autoridades. Mas estava bem nervoso quando peguei o carro lá, não por ser automático, isso já tenho bastante experiência. É outro país, outra cultura, outras pessoas, mas posso dizer que foi bem mais tranquilo do que dirigir no Brasil. Muuuito melhor do que dirigir em São Paulo, ou mesmo em Porto Alegre, por exemplo.

dirigindo-miami1

As pessoas lá não dirigem muito bem, têm carros grandes e super potentes, isso as vezes se torna perigoso. É bem difícil seguir a velocidade limite, não só por ser em milhas (pois engana a nós brasileiros, já que ela 1 milha equivale a 1,6km aproximadamente), mas porque o carro corre muito e atinge a velocidade rapidamente.

Pra quem tem dúvida, na parte de dentro do velocímetro do painel, tem a graduação em km/h também. Não sei se todos os carros são assim lá. 🙂

O que chega a ser cômico é que permitem o uso do celular ou smartphone no volante, desde que no viva voz. Pedem apenas para evitar discussões acaloradas. Nos Estados Unidos, as pessoas respeitam muitos as leis. Beber e dirigir então, cadeia direto.

Achei complicado e caro estacionar, isso pesa bastante, porque todo mundo tem carro, principalmente em Miami, que tudo é longe.

Eu gastei uns US$ 50 em estacionamentos em dois dias, entre parquimetros e a pernoite no estacionamento do meu hotel, que custou US$ 23.

Existem muitos estacionamentos públicos em Miami, mas todos são pagos. Esse estacionamento do hotel com serviço ‘valet’ e manobrista, custava menos do que o estacionamento público que era até meio distante.

Os Parquímetros de Miami

Existem diferentes tipos de parquímetros por lá, alguns antigos com moedas, que eu achei que já tinham sido aposentados desde minha última viagem em 2007, ainda são usados em alguns locais.

parquimetro-old-school

Parquímetro “Old School”.

Outros lugares já foram substituidos por mais modernos, todos com uso de cartão de crédito. Em alguns casos, é preciso digitar a placa (license plate) e dizer quanto tempo você deseja, aí imprime e coloca, OU NAO (depende se está indicado), na parte superior do painel.

parquimetro

Os Pedágios (Tolls)

Os pedágios que eu vi ou passei, não possuem cancelas, são apenas câmeras que fotografam a placa de todos os veículos que passam por ele. É tudo muito bem sinalizado, e é possível evitar os pedágios, usando caminhos alternativos.

dirigindo-miami-pedagios

Todos os ‘Tolls’ custam barato, em torno de US$ 1.25 (alguns bem menos), e no meu caso, como eu tinha contratado um serviço de pagamento de pedágios, eles me cobraram depois no meu cartão de crédito. Saiu US$ 5 o total, por dois dias. Nem sei em quantos pedágios eu passei, cada um tem um valor…

Quem não tem esses chips ou serviços contratados, eu não sei o que acontece. Se pagam multa ou são cobrados de alguma forma, ou ainda punidos…

dirigindo-highway

Dirigir nas highways com cinco ou seis faixas, em alguns casos, não tem preço.

dirigindo-mia-gus

Foi uma grande experiência!