Conheça o destino dos produtos apreendidos pela Receita Federal

Recentemente o programa Claquete, apresentado pelo Otávio Mesquita na Band, exibiu uma reportagem sobre um leilão de produtos apreendidos pela Receita Federal (veja vídeo ao final do post). O tema certamente é curiosidade de muitas pessoas, pois alguns produtos apreendidos não são retirados pelos turistas por “N” motivos.

É claro que estamos falando somente dos produtos legais, estes que compramos nos free shops e lojas de fora do Brasil, mas que não estão totalmente legalizados para entrarem com o turista. Os motivos são dos mais variados: sem pagamento do imposto devido (excedente a cota de isenção), declarado isento sendo necessário pagamento de imposto, faltando nota, etc.

No caso destes itens, após algum tempo em depósitos da Receita Federal do Brasil espalhados em mais de 150 locais pelo país, os itens são ou destinados a entidades sem fins lucrativos, incorporados a união ou ainda leiloados com lances iniciais a preços bem inferiores ao real valor do produto no mercado.

Reportagem da Band

Na reportagem do Claquete, Otávio Mesquita mostra e participa de um dos leilões de produtos apreendidos. Entre os itens que são bem variados: joias, computadores, eletrônicos, câmeras e até duas Lamborghinis.

Confira o video incorporado do site da Band:

Caso o video não carregue, utilize o link: Claquete acompanha leilão da Receita Federal

Matéria da Super Interessante

A revista Super Interessante também publicou há alguns anos uma matéria referente ao assunto, confira:
O que acontece com os produtos apreendidos pela polícia?

Seja o primeiro a comentar em "Conheça o destino dos produtos apreendidos pela Receita Federal"

Comente isso

Seu e-mail não será publicado.


*